Domingo, 18 de Setembro de 2016

domingo

Estou a engolir a madrugada sem velocidade, como uma menina que não gosta da sopa, e nada avança, é o que a mulher pensa enquanto prossegue num trabalho que, afinal, não lhe dará nada de mais, nada de novo. Alguém lhe disse que só existem três razões para aceitar um trabalho: por prazer, por dinheiro, por notoriedade. Não sendo o caso, a mulher veste-se de vergonha e percebe que a estupidez é só sua e apenas sua. Se lhe fosse possível gritava, mas depois das dez da noite não se pode fazer barulho.

publicado por Patrícia Reis às 01:37
link do post | comentar
1 comentário:
De Pedro Perdigão a 19 de Setembro de 2016 às 00:51
Uma boa reflexão, principalmente no capítulo do trabalho...


Comentar post

por este mundo acima_

Por este mundo acima

pesquisar neste blog_

 

arquivos_

Os Livros_

Clique na imagem

para comprar o livro.




















subscrever feeds