Sexta-feira, 2 de Setembro de 2016

sexta-feira

Parecia que o barulho da ventoinha queria dizer alguma coisa, era um sussurro contínuo, sem distorção, talvez fosse uma mensagem. A mulher manteve-se quieta, a capturar o vento, a decifrar a mensagem. O silêncio durou dois minutos. De repente, a sala encheu-se de pessoas, de ruídos, de outros calores. A frase que a ventoinha tentava fazer passar perdeu-se.

publicado por Patrícia Reis às 16:45
link do post | comentar

por este mundo acima_

Por este mundo acima

pesquisar neste blog_

 

arquivos_

Os Livros_

Clique na imagem

para comprar o livro.




















subscrever feeds